sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Desabamento de prédio em Teerã mata 30 bombeiros



Um alto edifício da capital do Irã pegou fogo e desabou nesta quinta-feira, matando ao menos 30 bombeiros e ferindo outras 75 pessoas, informou a mídia estatal Press TV. O desastre se abateu sobre o edifício Plasco, uma estrutura icônica de 17 andares no centro de Teerã e ao norte do principal mercado. A razão do incêndio ainda não foi descoberta.

Os bombeiros lutaram durante horas para apaziguar o fogo, enquanto a polícia tentou conter comerciantes que tentavam voltar para salvar suas mercadorias.

O edifício, no entanto, ruiu em questão de segundos. O desabamento foi mostrado ao vivo pela televisão. Jalal Maleki, o porta-voz do Corpo de Bombeiros, afirmou que dez postos dos bombeiros atenderam o chamado do Plasco, que surgiu perto das 8h, horário local.

O edifício foi construído no início da década de 1960 pelo empresário judeu iraniano Habib Elghanian, e foi o mais alto de seu tempo. Elghanian foi acusado de espionagem e executado após a Revolução Islâmica de 1979, um movimento que fez boa parte da comunidade judaica do país emigrar.


Bombeiros emocionados choram após o desmoronamento de um prédio em chamas em Teerã, no Irã. Informações iniciais apontavam que diversos bombeiros ainda estavam no interior do edifício no momento em que ele desabou.  

Quando acho que já vi tudo....

 “Quando acho que já vi tudo na minha vida, surge uma novidade. No mínimo acham que somos pistoleiros. Com a quantidade de raiva que passamos arma seria um perigo”.

Cosmo Palasio de Moraes


Vem aí um programa de rádio onde a estrela será o ouvinte.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Personalidades 2016 na zona sul João Pessoa- PB

Na noite de sábado (14), personalidades que mais se destacaram em ao longo de 2016 em vários segmentos na grande João Pessoa receberam medalhas de honra ao mérito após uma avaliação criteriosa analisada na comunidade, na coletividade e nos meios das redes sociais na ótica dos organizadores: Professor Santiago, Valdemir e equipe.

O evento realizado no restaurante Rainha no bairro de Valentina de Figueiredo na Zona Sul de João Pessoa, contou com a presença de jornalistas, radialistas, presidentes de associações, professores, articuladora gestão pública e artistas.

A festa premiou destaques na televisão, esporte, teatro, gestão, comunicação, música e cultura.

E com um time de vencedores no sentido de contribuirem para que as comunidades sejam lugares mais justo e feliz de se viver o evento culminou com um jantar de confraternização.

Evento divulgado nas redes sociais, Portal Folha do Valentina Notícias, Jornal Jampa Notícias, TV Jampa e Blog do Laercio Silva.



sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

CNI elogia mudanças na fiscalização de normas de segurança do trabalho

Agência Estado

Brasília - A Confederação Nacional da Indústria (CNI) avaliou como positivas as mudanças feitas na fiscalização de normas de segurança do trabalho pelo Ministério do Trabalho. Atendendo a um pedido das empresas, o governo flexibilizou a fiscalização e foi adotado procedimento especial que dará prazo de até um ano para empregadores corrigirem problemas identificados na fiscalização antes da multa. Até agora, empresas poderiam ser multadas já na primeira visita. Agora, empresários em dificuldade financeira terão uma janela ainda maior para se adequarem.

Em nota, a entidade defendeu outras mudanças na Norma Regulatória 12 (NR-12), que define medidas de proteção para garantir a integridade física dos trabalhadores que lidam com máquinas e equipamentos. A CNI defende que as regras valham apenas para novas máquinas. "A indústria defende regras que, de forma equilibrada, assegurem a necessária proteção ao trabalhador com um ambiente de negócios favorável à competitividade das empresas", afirmou a entidade.

A secretária de Inspeção do Trabalho do Ministério do Trabalho, Maria Tereza Jensen, explica que a flexibilização na fiscalização foi feita depois de reclamações das empresas. "As empresas relatavam que não tinham recursos para cumprir as normas e não havia uma regulamentação expressa em relação ao prazo. Cada fiscalização era feita de uma forma, agora será padronizado", explica.

De acordo com Maria Teresa, o prazo só será dado em casos em que a irregularidade não represente um risco iminente de acidente de trabalho. Ela nega que isso prejudicará o trabalhador. "É uma forma de facilitar o cumprimento de legislação trabalhista sem comprometer a segurança do trabalhador".

Instrução normativa publicada no Diário Oficial de quarta-feira, 11, criou o procedimento especial de fiscalização, fixando prazo de até 12 meses para correção do que contraria a NR-12. Empresas que comprovarem inviabilidade técnica ou financeira poderão apresentar plano de trabalho com cronograma de adequação escalonado por períodos ainda maiores, sem prazo máximo. Os planos de trabalho deverão ser aprovados pela equipe que emitiu a notificação e pela chefia imediata dos fiscais.

O procedimento especial de fiscalização valerá por 36 meses, prazo em que as empresas deverão se adequar finalmente às normas.

A NR-12 foi instituída em 2010 e foi muito criticada por entidades patronais, que alegam que muitas exigências são exageradas e a adequação às regras traz custos elevados para as indústrias. Para pequenas e médias empresas, já havia a previsão de que o auditor não poderia aplicar a multa na primeira visita, concedendo prazo para a adequação.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

FUNEPI - Faculdades e Pós-Graduações

Empresa parceira

A FUNEPI - Faculdade da União de Ensino e Pesquisa Integrada, é uma instituição de ensino superior credenciada pela Portaria do Ministério da Educação nº 663 de 1º julho de 2015, que tem como objetivo ministrar cursos presenciais e a distância nas diversas áreas de conhecimentos. Tem como missão formar profissionais diferenciados, que atuem de forma autônoma, capazes de atender a demanda do mercado, com ética e espírito empreendedor, absorvendo as inovações tecnológicas.

A FUNEPI oferece os cursos Superiores em pós-graduação nas áreas de Saúde, Engenharia, Educação e Gestão.

Oferecendo cursos Superiores:
Tecnologia em Segurança do Trabalho
Tecnologia em Gestão Imobiliária

Nas áreas de Saúde:
Enfermagem em Nefrologia (432 horas)
Enfermagem em Oncologia (432 horas)
Enfermagem em Urgência e Emergência (432 horas)
Dermoestética e Cosmetologia (432 horas)
Saúde Pública (432 horas)
Saúde da Família (432 horas)

Na área de Engenharia:
Engenharia em Segurança do Trabalho (682 horas)

Meio Ambiente:
Sistema de Gestão da Qualidade, Meio Ambiente, Segurança e Saúde no Trabalho. (432 horas)

Gestão e Negócios:
MBA em Gestão Imobiliária (432 horas)

Educação:
Educação Inclusiva (480 horas)
Gestão e Supervisão Escolar (420 horas)

Telefones: (83) 3507-3705   99988-6640



Facebook da FUNEPI




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...